sábado, 26 de junho de 2010

Tem vulcão no Ceará


(O Povo) De dentro para fora, a Terra se revela pelo fenômeno do vulcanismo. A fina crosta terrestre que pisamos todos os dias não é tão firme quanto nos parece sobre o solo brasileiro. Nos últimos meses, a recente erupção vulcânica na Islândia expôs mais do que o material que antes se acomodava pela pressão do interior da Terra: mais uma vez, o mundo se deparou com o poder dos vulcões. E abismou-se.

Se apenas as cinzas expelidas por um vulcão - que nem é o maior da Islândia -, causaram tanto transtorno, como seria uma erupção de grande magnitude? E, afinal, que montanhas são essas que ousam cobrir a superfície terrestre de apreensão e, é preciso reconhecer, belas paisagens? O Ciência & Saúde deste semana foi aprender com especialistas das áreas de Geologia e Geografia sobre como funcionam os vulcões e as suas relações com a nossa vida cotidiana.

Aula de campo
Descobriu que, ainda que hoje não tenhamos vulcões ativos no Brasil, nosso país já foi palco de intensa atividade magmática, responsável pela formação de importantes depósitos minerais. E não só isso: O POVO também participou de uma verdadeira aula de campo sobre as formações vulcânicas aqui mesmo, no Ceará. Somente na Região Metropolitana de Fortaleza, foram mapeados dez resquícios de cones vulcânicos, estruturas condutoras de magma deixadas há cerca de 30 milhões de anos.

Além disso, pelos olhos e pela lente de um geólogo brasileiro que visitou a Islândia, o Ciência & Saúde conheceu mais sobre o país com o sobrenome “de gelo”, mas cuja própria existência é testemunha da intensa atividade vulcânica nas profundezas do oceano.

VULCANISMO POR AQUI
> A atividade vulcânica que aconteceu há milhões de anos no Brasil deixou marcas em forma de depósitos minerais e de mudanças no relevo.

> O professor Clóvis Vaz Parente, da UFC, aponta que está aí um dos principais motivos para se conhecer mais sobre o vulcanismo. Cada tipo de material magmático pode ser responsável pela formação de determinados depósitos minerais. A maioria dos depósitos minerais de grande porte está intimamente associada a processos magmáticos”, ressalta.

> O Chile, por exemplo, é o maior produtor mundial de cobre, de acordo com o professor, por conta da atividade vulcânica que aconteceu por lá.

> Norberto Sgarbi, da UFMG, explica que o magma, que passa a ser denominado de lava, forma rochas magmáticas ou ígneas ao se resfriar na superfície. Essas rochas são fonte de minerais como cobre e ferro. Se o magma se resfria ainda abaixo da superfície, pode formar, por exemplo, os granitos.

Um comentário:

  1. Poxa a matéria não aponta onde estão os vulcões (extintos) existentes no Ceará?! Como assim? falam dos "aproximadamente 10 vulcões" e não dizem mais nada sobre eles? Uma pena...

    ResponderExcluir